Rádio Mega Mixx:Tecno,Dance Trance,House,Drum'n Bass.,,

Total de visualizações de página

Estava a sua espera!!! Tô Feliz que veio... curta meu Blog!! Bjbjbjbj

Windows Live Messenger


Em casa!!! Bjbjbjbjbj "Você que visita meu blog e encontra suas idéias aqui publicada indevidamente, pode me contactar meu e-mail iracemarosolem@hotmail.com ... e tenha certeza ñ é de propósito! amo visitar blogs e publicar material interessante. Bjbjbjbjbj

João Rafael!!

João Rafael!!

Meus Lindos!!

Meus Lindos!!

Pedindo aplausos!!rsrsrsrsr...

Pedindo aplausos!!rsrsrsrsr...
Não é uma graça?

João Rafael

João Rafael
Tomando chimarrão 22 de junho de 2010 San Alberto - Py

Momentos

Momentos
FELIZ

Candura!

Candura!

Carinho!!

Carinho!!

Meu mais novo dos amores

Meu mais novo dos amores

Artesanatos da professora

Artesanatos da professora

Artesanatos da professora

Artesanatos da professora

"Amo ver você aqui!!!" : )

Volte quando desejar!! Ok???

Viva a vida com alegria!

"Família...Minha Paixão!!!"

Quem sou eu

Minha foto
Foz do Iguaçu, Paraná , Brazil
Sou professora aposentada, mãe de três filhos maravilhosos e vovó de um bebê lindo,amo viver...adoro ouvir músicas e sou fã nº1 de um bom regaae,adoro poesias ,internet,sou uma orkuteira de plantão ,adoro postar fotos e um monte de coisas. Bjbjbjbj

Amo sua visita... 24/09/09

free counters

Você está no...

domingo, 20 de dezembro de 2009

Sonhar faz parte


 Sonhei com esse sorriso!
Vi uma banheira cheia de água com flores!
Os pássaros faziam uma linda sinfonia!
Tinha um jardim cheio de rosas!
Um lindo orquidário!
Um monte de xicletes de melância!
Um pomar  de pitangas e ameixas maduras só pra mim!
Ninguém chorava de dor, só de alegria!



Pessoas boas não morriam!
As rádios tocavam muito regaae!
Ninguém passava fome!
O câncer não existia!
Mãe não sofria!
Palmeiras nunca perdia!
Eu tinha um gatinho persa!
Não precisava fazer regime!
Distância não existia!
Um vestido de bolinha!
Uma pedra enorme de brilhante!
Também uma coleção de pedrinhas!
Um arco-íris no cabelo!



 

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Homenagem à minha mãezinha



  Com carinho...


 Minha querida mãezinha
 Pequena grande mulher
 No jardim linda florzinha
 Que para si toda filha quer

 Quanta falta está fazendo
 Em minha vida agora
 Da sua voz me dizendo
 Filha sorri e não chora

 Ah que colo aconchegante
 Onde me deitava sempre
 E com seu embalar elegante
 Eu dormia sorridente

 Guardo em minha lembrança
 Seu perfume preferido
 E com ela a esperança
 De um dia estar contigo

 Sua voz era serena
 Mas de muita autoridade
 Por isso a certeza plena
 De uma família de verdade.

 Uma simples homenagem à minha mãe. Ela foi a melhor mãe do mundo, pessoa lutadora. Nos amou com igualdade. Para ela não  tinha filho melhor ou pior.
 Dona Tota (era assim que a chamavam).
 Mãezinha, falaria horas e horas da senhora e não diria nada , só quem nasceu de você pra saber o que é ter uma mãe de verdade.

Autora: Iracema Rosolem
Professora iracemarosolem
Publicado no Recanto das Letras em 16/12/2009
Código do texto: T1981404

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

A rosa


A rosa

Com um lindo beija-flor
 A rosa sempre sonhava
 Que a beijava com amor
 E à ela se declarava

 Mas um dia de muita chuva
 Ele não aparecia
 A rosa chorava
 Ah com a rosa sofria

 O dia foi passando
 E a noite apareceu
 Cobriu a rosa de pranto
 Como essa rosa sofreu

 Aquela noite de tristeza
 De saudades e amargura
 Perdia a rosa sua beleza
 E toda sua candura

 A chuva cessou
 O sol brilhou
 O beija-flor surgiu
 E a rosa amou.

Autora: Iracema Rosolem
Professora iracemarosolem
Publicado no Recanto das Letras em 15/12/2009
Código do texto: T1979621

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Leia vai gostar

"Leia o texto abaixo e depois leia de baixo para cima"

Não te amo mais.
Estarei mentindo dizendo que
Ainda te quero como sempre quis.
Tenho certeza que
Nada foi em vão.
Sinto dentro de mim que
Você não significa nada.
Não poderia dizer jamais que
Alimento um grande amor.
Sinto cada vez mais que
Já te esqueci!
E jamais usarei a frase
EU TE AMO!
Sinto, mas tenho que dizer a verdade
É tarde demais...

(Clarice Lispector)

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Morre em Curitiba o apresentador Luiz Carlos Alborghetti


Diversão » Diversão

 Morre em Curitiba o apresentador Luiz Carlos Alborghetti
09 de dezembro de 2009 16h29 atualizado às 17h13

Comentários
478
Luiz Carlos Alborghetti Foto: Divulgação Luiz Carlos Alborghetti morreu em sua casa
09 de dezembro de 2009
Foto: Divulgação
Morreu na tarde desta quarta-feira (9), em sua casa, em Curitiba, capital do Paraná, o apresentador de televisão e ex-deputado Luiz Carlos Alborghetti. Aos 64 anos, Alborghetti sofria de câncer de pulmão. Ele chegou a gravar e postar no Youtube um video onde contava aos fãs sobre sua doença e seu crítico estado de saúde. O velório ocorrerá na Assembleia Legislativa do Paraná.
Alborghetti ficou famoso pelo programa Cadeia Nacional, na rede CNT, em que, com um porrete na mão, apresentava matérias sobre crimes e pedia "cadeia" aos responsáveis, com um discurso ácido e sem medir as palavras. Um estilo que fez escola, revelando, por exemplo, o apresentador Carlos Massa (o Ratinho), repórter de Alborghetti no início da carreira.
O sucesso na televisão o levou a duas eleições consecutivas para vereador de Londrina, no final dos anos 1980, e à Assembleia Legilativa, onde foi deputado entre 1995 e 2002. Desde 2006, seu programa era apresentado exclusivamente pela internet.
Luiz Carlos Alborghetti iniciou sua carreira em 1976 em programas de rádio na cidade de Londrina, também no Paraná. Em 1979, estreou o programa Cadeia, na TV Coroados, emissora da cidade. Três anos depois, o programa já era exibido para todo estado. Em 1992, Alborghetti estreou na Rede CNT, com o programa Cadeia Nacional, transmitido para todo o Brasil. Ganhou destaque com suas matérias que sempre terminavam com comentários como: "Cadeia nele, já!"; "Bandido bom é bandido morto!"; "Não tem que construir mais cadeias, tem que construir mais cemitérios!"; "Foi pro colo do capeta!".

Fonte: http://diversao.terra.com.br

TRADUÇÃO DE UM SONHO















TRADUÇÃO DE UM SONHO

É assim que penso,
subindo aos ares
feito incenso:

E se me tomasses,
me rasgando a roupa,
quase à tapa.

Como seria?
Será que resistiria
ou, em lágrimas, desfaleceria. . .

- por JL Semeador, em 09/12/2009 -

Loja dos Sonhos


 

 

 

 

 

 

Loja dos Sonhos

  Em uma cidadezinha no interior do Paraná...
  Um dia lindo, muito sol.
  Ela acordou e como de costume pegou o jornal e foi para a página de classificados, era a que ela mais gostava. Logo encontrou aquele anúncio que dizia "Loja dos Sonhos". Imaginou logo que seria ali que ela realizaria alguns de seus desejos.
  Foi para seu quarto e vestiu aquele seu vestido, era de linho azul bem claro, cor do céu em dia ensolarado, com algumas aplicações de borboletas no tom azul anil. Ahhh! Aquele vestido era simplesmente
lindo. Nos pés aquele tamanquinho branco de fivela prateada. Sabia ...
por onde passava sempre chamava atenção, talvez pelo toc toc dos tamancos ou pelos seus lindos cabelos ruivos caídos ao longo de suas costas.
   Saiu e caminhando  pensava no que poderia encontrar naquela loja,
uma piscina de suco de melancia, não isso era muito comum,
talvez uma fada que com sua varinha trouxesse sua mãezinha de volta, um poeta que escrevesse poemas de amor só para ela, rsrsr...não estava sendo egoísta, afinal ...só para ela?
   Mas seus pensamentos teimavam em sonhar, agora ela pensava
em um amor, seu príncipe encantado. Um homem que a acordasse sempre com um beijo e murmurasse aos seus ouvidos palavras doces, juras eternas de amor, sim coisas que a levasse a não mais querer despertar.
   Mas será que aquele homem existia mesmo? Claro que sim e estaria ali na loja à sua disposição, e pensava ...será que poderia comprar?
   Ah queria também encontrar mudas de orquídeas, era sua flor preferida, só que as que iria possuir dariam flores multicoloridas, seus perfumes seriam inigualáveis e não murchariam nunca, pensou também em trocar a cor de mel dos seus olhos pela cor esverdeada do mar, será que combinaria com ela? Sorriu ao imaginar ela de olhos verdes, nada mal. Pensou novamente...talvez eu possa adquirir uma borrachinha mágica e apagar de vez algumas palavras do dicionário para que as crianças não tomassem conhecimento dos seus significados e teríamos um mundo bem melhor. Sentiu-se feliz ao imaginar esse mundo. E continuava a pensar.
   Aquela mulher sonhadora andou, andou , sonhou , sonhou que acabou chegando na loja dos seus sonhos.
    Foi quando ouviu o cantar de um sabiá e despertou !
    Era apenas um sonho, mas foi bom sonhar.
    Fechou os olhos e voltou a dormir e sonhar... sonha... sonh...
son... so... s... ...

Autora: Iracema Rosolem