Rádio Mega Mixx:Tecno,Dance Trance,House,Drum'n Bass.,,

Total de visualizações de página

Estava a sua espera!!! Tô Feliz que veio... curta meu Blog!! Bjbjbjbj

Windows Live Messenger


Em casa!!! Bjbjbjbjbj "Você que visita meu blog e encontra suas idéias aqui publicada indevidamente, pode me contactar meu e-mail iracemarosolem@hotmail.com ... e tenha certeza ñ é de propósito! amo visitar blogs e publicar material interessante. Bjbjbjbjbj

João Rafael!!

João Rafael!!

Meus Lindos!!

Meus Lindos!!

Pedindo aplausos!!rsrsrsrsr...

Pedindo aplausos!!rsrsrsrsr...
Não é uma graça?

João Rafael

João Rafael
Tomando chimarrão 22 de junho de 2010 San Alberto - Py

Momentos

Momentos
FELIZ

Candura!

Candura!

Carinho!!

Carinho!!

Meu mais novo dos amores

Meu mais novo dos amores

Artesanatos da professora

Artesanatos da professora

Artesanatos da professora

Artesanatos da professora

"Amo ver você aqui!!!" : )

Volte quando desejar!! Ok???

Viva a vida com alegria!

"Família...Minha Paixão!!!"

Quem sou eu

Minha foto
Foz do Iguaçu, Paraná , Brazil
Sou professora aposentada, mãe de três filhos maravilhosos e vovó de um bebê lindo,amo viver...adoro ouvir músicas e sou fã nº1 de um bom regaae,adoro poesias ,internet,sou uma orkuteira de plantão ,adoro postar fotos e um monte de coisas. Bjbjbjbj

Amo sua visita... 24/09/09

free counters

Você está no...

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Beija-flor


Beija-flor

 Beija-flor belo e sereno
 Voando pelo jardim
 ignorando ser pequeno
 busca uma flor para mim.

 A flor toda orgulhosa
 logo entende a intenção
 me mandando uma rosa
 em forma de coração.

 Beija-flor  meu companheiro
 dos cúpidos o mais lindo
 muito solícito e ligeiro
 sempre indo e sempre vindo.
 Beija-flor belo meu mensageiro.


 Professora iracemarosolem
Publicado no Recanto das Letras em 26/02/2010
Código do texto: T2109041

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Provas de Amor

Provas de Amor

 De mandarina e limão
 fiz perfume pra te dar
 com as notas da paixão
 e de um amor sem par

 Com o brilho do luar
 iluminei o seu caminho
 e quando por lá passar
 verá que não está sozinho

 Do jardim roubei a rosa
 ignorando até a dor
 do verso roubei a prosa
 pra provar o meu amor.



 Professora iracemarosolem
Publicado no Recanto das Letras em 24/02/2010
Código do texto: T2105430

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Meu lindo!!

 Meu netinho João Rafael!!

Luz do seu olhar

Luz do seu olhar

 Luz do seu olhar
 que me encanta
 me faz sonhar

 Luz do seu olhar
 me faz mulher
 me faz te amar

 Luz do seu olhar
 ilumina minha vida
 e também meu caminhar

 Luz do seu olhar
 que revela seus segredos
 e seu modo de me amar!







Professora iracemarosolem
Publicado no Recanto das Letras em 22/02/2010
Código do texto: T2101189

Cheiro de Amor

Cheiro de Amor

 Cheiro de mato
 todo esmagado
 corpo suado

 Que rola
 rebola
 se embola

 Cheiro de amor
 a todo vapor
 ui que calor

 Fogo ardente
 amor eloquente
 que a gente acende

 Noite escura
 de grande loucura
 que gostosura

 Noite de breu
 cheiro de mato
 corpo suado
 você e eu.

Professora iracemarosolem
Publicado no Recanto das Letras em 12/02/2010
Código do texto: T2083765

Nossa cama está vazia

Nossa cama está vazia

  E agora?
  Nossa cama está vazia ... seu travesseiro ... ainda guardado ... ele tem seu perfume, o perfume da saudade!
  Saudade... saudade... como eu gostaria de não conhecer o significado dessa palavra, sim porque ela está me sufocando.
  Lembra das vezes que ficávamos sentados na varanda de sua casa até ... estrelas... amor... planos... carícias... só nós dois.
  Flor de maracujá! Perfume de maracujá... ah tudo isso são coisas que jamais serão esquecidas por mim e acredito que por você também. Nosso amor era realmente regado por coisas mágicas, ou que, talvez através dele as coisa se tornassem mágicas.
  Aquela noite fazia muito calor... resolvemos então que iríamos namorar embaixo do pé de manacá, ele estava lindo! Todo florido com suas lindas e perfumadas flores brancas e azuis, ahhhhh... eu não queria que aquela noite acabasse nunca. Você sentou-se e me tomou em seu colo e ... suas carícias se tornaram intensas que me entreguei totalmente à você. Nos amamos ali... sob o pé de manacá. O aroma das flores eternizaram aqueles momentos de entrega total.
  Mas alguma coisa tinha que surgir para atrapalhar não é? As formigas...rsrsrsr... mas nem elas conseguiram, pelo contrário, aí fomos para nosso ninho secreto de amor... que aquela pessoa nos havia cedido... rsrsrsr...
  Hoje é só lembrança... pra ser sincera... não consigo acreditar que acabou.  Um amor lindo como o que vivíamos não poderia ter terminado.
 Esse é o primeiro carnaval que passamos distante um do outro.Lembra o carnaval passado? Foram dias maravilhosos que passamos juntos. Íamos ao baile e depois quando chegávamos, ahhh... tudo começava no chuveiro!
  Nossas noites eram simplesmente maravilhosas! Eu ... você... e tudo se resumia à nós.
  No último dia 13... não resisti e ... chorei. Foi quando abri o guarda-roupa e me deparei com a fantasia que usou no nosso último baile de carnaval. Aquele cheiro, agora mais suave do seu "David Beckham"... o perfume que eu amava.
  Meu Deus porquê?
  Por que você deixou que aquele maldito vício estragasse tudo!?
  Aquele homem forte que que me tomava nos braços... era só por fora, dentro um homem fraco que se deixou levar pelo maldito vício.
  Por quê? Por quê?
  Essa pergunta que nunca vou obter resposta.
  Porque tudo acabou.
  Agora nada mais me resta à fazer... a não ser viver das recordações do nosso amor e chorar...chorar...

Beijos de sua eterna "Cabelinho de São João"

 
Professora iracemarosolem
Publicado no Recanto das Letras em 17/02/2010
Código do texto: T2091850

"Como é bom as coisas simples da vida"

"Como é bom as coisas simples da vida"

 Como é linda e cheirosa
 No pomar a mais pomposa
 A flor do maracujá!

 Como é especial e singela
 No jardim é sempre ela
 A bela rosa amarela!

 Como é linda e gostosa
 Amarela ou cor-de-rosa
 Minha colcha de cetim!

 Como é bom, e sem igual
 Saboroso o meu mingau
Uns quilinhos é fatal!

 Como é bom falar
 Ouvir, cantar e andar
 Como é bom poder amar!


               "Como é bom as coisas simples da vida"

 



 
Professora iracemarosolem
Publicado no Recanto das Letras em 17/02/2010
Código do texto: T2091909

Vem ... te espero!

Vem ... te espero!

  Vem ... te espero!
  Hoje quando acordei o primeiro pensamento que me veio foi você, pude sentir seu cheiro... seu calor... que apesar da distância... do tempo ainda me faz companhia.
  Vem... te espero!
  Você me faz tanta falta, sem você me sinto uma folha a vagar por uma rua deserta, um peixe fora d'água. Sabe preciso de você para continuar a sorrir. As vezes as pessoas me dizem que não sou mais aquela mulher sorridente de antes e ... simplesmente fico quieta, quando não choro. Vivo isoladamente das pessoas. Fico só com minhas lembranças... lembranças lindas, cheia de sonhos; mas que agora são lembranças dolorosas e cheia de pesadelos.
  Vem... te espero!
  Espero você em nosso cantinho secreto, espero você em nossa cama...
  Ah como tudo está vazio sem a sua presença.
  Vem... te espero!

De sua ... sempre sua... "Cabelinho de São João"
 
 
Professora iracemarosolem
Publicado no Recanto das Letras em 22/02/2010
Código do texto: T2100933

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Você surgiu em minha vida

Você surgiu em minha vida

 Você surgiu em minha vida sem ao menos um convite, nem se quer imaginava 
que você pudesse aparecer um dia em minha vida, mas aconteceu.
 O céu estava lindo! Era uma noite dessas em que tudo pode acontecer, estrelas... 
luar... brisa fresca... ar aromatizado pelas flores e o esvoaçar das abelhas...
 Ali! Eu poderia imaginar tudo, menos que você pudesse surgir em minha vida, 
e torná-la... no que está hoje. Afinal nada acontecia para que eu percebesse se
 
quer... sua existência. Mas aconteceu. Chegou... e hoje não quer me deixar.
 Fico imaginando! Quem você pensa que é ? Chega e revoluciona uma vida 
da forma que fez com a minha !
 Você apareceu... ali... justamente porque resolvi dar aquele telefonema 
para matar a saudade. Ah se soubesse não teria feito! Mas foi melhor, pelo
menos fiquei sabendo o que eu se quer imaginava.
 O que não entendo... é como você ... entrou em minha vida em uma noite 
como aquela! As vezes penso que vou enlouquecer com sua presença... mas
você insiste em ficar. Sabe... sei que deve achar que sou ingrata com você,
afinal... você não me deixa só nunca, faz questão de estar em todos os 
momentos em minha vida.
 Certa noite saí... achando que você não iria comigo, poque até aquele 
momento você não havia aparecido e ... parecia normal. Tudo estava 
tranquilo! Por momentos me esqueci de você e ... de repente vi aquele
homem alto, moreno... lindo! Entrando. Bastou ele aparecer e... você
apareceu também e como se não bastasse ainda trouxe aquela sua 
amiga indesejável. Sim... a "Tristeza"... Porque quando trazia seu
amigo o "Pensamento", ironicamente, era melhor.
 Até quando "Solidão"? Você fará parte de minha vida?
 Seria muito pedir que apanhe tudo que é seu e bata em retirada de
minha vida?
 Vá embora! Me deixe só... só? Mas e aí? Só? Com quem? Solidão?


 Cabelinho de São João
 
Professora iracemarosolem
Publicado no Recanto das Letras em 12/02/2010
Código do texto: T2083181

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Eu Sou

Eu Sou

Do jardim ...
eu sou a rosa
Do beijo ...
sou o sabor de mel
Do verso ...
sou eu a prosa
Da tristeza ...
eu sou o fel

Do homem ...
sou a amante
Do amor ...
eu sou paixão
Do tempo ...
sou o instante
Do sexo ...
sou o tesão

Da vida ...
sou o sabor
Da vitória ...
o troféu
Do camponês ...
sou o labor
Do pássaro ...
eu sou o céu

Se queres me conhecer...

Não se aflijas por favor
estarei por todos os cantos
espalhando o amor.




Professora iracemarosolem
Publicado no Recanto das Letras em 11/02/2010
Código do texto: T2081908

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Voz que tantas vezes me enlouqueceu

Voz que tantas vezes me enlouqueceu

  O que estará acontecendo comigo meu Deus?
  Imagine você que ontem estava em um lugar qualquer, que não importa... de repente... uma voz forte... sensual... me voltei para ver  de quem era aquela voz... voz que tantas vezes me enlouqueceu de paixão, causando arrepios e ... me fez delirar...
  Não, não era você! Mas aquele homem não só a voz era como a sua, mas o semblante também. Moreno alto, olhos negros e profundos; lábios... cabelos... ahhhh! Tudo naquele homem me fazia lembrar você. Fiquei por minutos com os olhos fixos nele, até que percebi que a secretária me olhava. Fiquei chateada e me virei para outro lado, e ele continuou conversando sem perceber o que havia acontecido.
  Por horas permaneci ali, enquanto ele falava eu ía além, viajava por entre nuvens coloridas do amor , paixão, tesão... era um misto de magia. Pensamentos que me levava ao sétimo céu.
 Lembrei-me de quando você dizia que eu era sua musa... sua princesa... nossa! Eu era a mulher mais feliz do mundo. Você iria arrumar uma casinha só para nós dois. Sabe? muitas vezes eu me imaginava ali... preparado seu jantar e... você chegando do trabalho ... me abraçando mesmo antes do banho... com certeza nos atiraríamos na cama e... ah... faríamos amor... aliás como só nós dois sabíamos fazer... rsrsr... depois tomaríamos banho juntinhos... você jantava e... novamente nos amaríamos ao som de músicas sertanejas com gostávamos de fazer. Teríamos um cantinho só nosso! Mas jamais esqueceríamos dos nossos lugares secretos onde só nós e a natureza por testemunha do nosso amor. Sabe o que nunca vou esquecer também? Das vezes que você me dizia que me amava desde que éramos jovens...e que jamais teve coragem de declarar -se à mim o seu amor. Quem sabe se o tivesse feito nós não ... será? Não ... foi melhor não.
  Ficava ali ouvindo aquela voz que mais parecia melodia aos meus ouvidos... e de repente...
  A moça me chamou... senhora... eu ali... levei um susto! Ela falava comigo, mas eu já nem sabia o que fazia naquele lugar. Tinha em minhas mãos duas senhas, só não sabia de qual lugar cada uma pertencia, ri meio sem jeito para a moça e disse para ela me ajudar.    Sem entender ela sorriu também. foi quando olhei em sua mão e vi uma aliança de brilhantes e... mais uma vez eu me transportei ao mundo que um dia foi só nosso. A aliança era igual a que você deu-me na noite em que nos decidimos que logo que eu voltasse da viagem que faria, ficaríamos para sempre juntos.
  Meu Deus o que estava acontecendo? Eu não poderia viver daquele jeito, sonhando feito uma maluca e causando transtorno à pessoas que estavam ao meu lado. Foi quando eu disse para a moça, que a aliança dela era linda, agradeceu e sorriu dizendo que havia ganho de seu esposo.
  Despedi-me dizendo que voltaria outra hora e fui embora.
  Por que você fez isso com o nosso amor? Será que não poderia ter lutado contra o maldito vício? Lembra quando você me disse que era alcólatra? Mas que havia se tratado e não tinha perigo de voltar a beber... você me enganou? Ou enganou a si mesmo... sim ... acredito que fomos os dois enganados.
  Eu caminhava por entre as ruas me lembrando de você, podia até sentir seu perfume, suas mãos macias acariciando meu rosto. Lembra onde sentávamos? rsrsr... ninguém sabe... só nós dois! Ali fizemos amor pela primeira vez... morria de medo de sermos surpreendidos e ... rsrsr... Mas o medo... medo esse que fazia tudo ficar mais gostoso.
  Ah por quê? Por quê?!
  Destino triste e cruel! Mais uma vez o vício maldito venceu!
  ... da minha vida! Nunca esquecerei você, sei também que não se esquecerá de mim.
  Acredito que não teremos mais chances, afinal existem pessoas em nossas vidas que não merecem sofrer. Mas dentro de nós seremos um do outro... para sempre.

  Beijos de sua... sempre sua ... "Cabelinho de São João"



 
Professora iracemarosolem
Publicado no Recanto das Letras em 09/02/2010
Código do texto: T2078046

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Estados Unidos













 Estados Unidos









Homenagem aos Portugueses

O significado da Bandeira

A bandeira tem um significado republicano e nacionalista. A comissão
encarregada da sua criação explica a inclusão do verde por ser a cor
da esperança e por estar ligada à revolta republicana de 31 de Janeiro
de 1891. Segundo a mesma comissão, o vermelho é a cor combativa,
quente, viril, por excelência. É a cor da conquista e do riso. Uma 
cor cantante, ardente, alegre (...). Lembra o sangue e incita à vitória.
Durante o Estado Novo, foi difundida a ideia de que o verde representava
as florestas de Portugal e de que o vermelho representava o sangue dos
que tinham morrido pela independência da Nação. As cores da bandeira
podem, contudo, ser interpretadas de maneiras diferentes, ao gosto de
cada um.
No seu centro, acha-se o escudo de armas portuguesas (que se manteve
tal como era na monarquia), sobreposto a uma esfera armilar, que veio
substituir a coroa da velha bandeira monárquica e que representa o
Império Colonial Português e as descobertas feitas por Portugal.
Os cinco pontos brancos representados nos cinco escudos no centro
da bandeira fazem referência a uma lenda relacionada com o primeiro
rei de Portugal. A história diz que antes da Batalha de Ourique
(26 de Julho de 1139), D. Afonso Henriques rezava pela protecção
dos portugueses quando teve uma visão de Jesus na cruz
. D. Afonso Henriques ganhou a batalha e, em sinal de gratidão,
incorporou o estigma na bandeira de seu pai, que era uma cruz
 azul em campo branco.
Outra explicação aponta ainda para o uso da bandeira em escudo;
a cruz azul teria pintados (ou incorporados) pregos brancos para a
segurar ou pinturas brancas, podendo já aludir às chagas de Cristo.
Esta decoração nos escudos sofreria danos com as batalhas e com
o tempo, deixando apenas o azul envolto com os pregos ou pinturas
de branco, dando a ilusão dos actuais escudos azuis com as
(actualmente) 5 quinas em cada um.
Há ainda a referência que, segundo a lenda, o número das quinas
(5) e dos besantes (25) estão relacionados com os 30 dinheiros que
Judas terá recebido pela traição a Jesus Cristo.[3]
Aqui pinta no branco escudo ufano,
Que agora esta victoria certifica,
Cinco escudos azues esclarecidos
Em signal destes cinco Reis vencidos
Luis de Camões
Tradicionalmente, os sete castelos representam as vitórias
dos portugueses sobre os seus inimigos e simbolizam também o Reino do Algarve. No entanto, a verdade é que os castelos foram introduzidos nas armas de Portugal pela subida ao trono de Afonso III de Portugal. Este rei português não podia usar as armas do irmão, D. Sancho II, sem diferença por não ser filho primogénito de D. Afonso II

. Adoptou assim as armas de sua mãe que era castelhana,
sendo que a bandeira de Castela, à data, era composta por
um fundo vermelho e três filas e três colunas de castelos
dourados. Há quem considere que, com a subida ao trono
de D. Afonso III, e já na qualidade de rei, este deveria ter
abandonado as suas armas pessoais e usado as do pai e
do irmão.

Fonte:http://pt.wikipedia.org/wiki/Bandeira_de_Portugal
   OBRIGADA À TODOS IRMÃOS PORTUGUESES QUE VISITAM MEU BLOG!!

Ah que falta você me faz

Ah que falta você me faz

 Hoje o céu amanheceu chorando...
 Até o céu percebeu a minha tristeza...
 Ah que falta você me faz, é com grande tristeza que recordo do fim triste do nosso amor.
 Éramos felizes, planos... juras de amor eterno...céu estrelado... sereno da noite... cheiro da relva esmagada por nossos corpos... até o barulho insistente das corujas e grilos... sim! Tudo fazia parte daquele maravilhoso cenário.
 Noites inesquecíveis foram aquelas em que saíamos a vagar por entre ...você sabe de onde estou querendo dizer... rsrsr... procurávamos lugares só nosso para nos amarmos sem que ninguém pudesse nos atrapalhar. Além do pasto, tinha também a caixa ( ? )  ... rsrsrsr...
 Não consigo acreditar que tudo acabou! Agora o que fazer sem você? E nossos planos?
 Foram meses de loucuras, loucuras docemente maravilhosas.
 Goiabas brancas... vermelhas...Lembra quando fomos ao sítio do seu amigo? Sim... que você foi ensinar ele a reconhecer se a alfafa estava no ponto de ser cortada...
 Por que tudo tinha que terminar como acabou, sim porque acabamos por telefone... o que demorou anos para começar, e logo depois de termos vividos momentos inesquecíveis de amor.
 As vezes fico pensando... sério mesmo!
 Por quê?
 Sabe ... todas as vezes que relembro de nós, olho para o céu, como em busca de uma resposta e percebo que ele está triste como eu, os pássaros... esses então parece entoar cânticos de lamúrias... ah! nem as borboletas exibem suas cores brilhantes como antes.
 Acredite! Lembra o perfume de anís? Pois é, perdeu o encanto de seu aroma... pra dizer a verdade... até a manga rosa perdeu seu doce sabor, porque eram coisas que faziam parte do nosso mundo encantado de amor e loucuras que vivíamos.
 Que saudade sinto das vezes em que nos encontrávamoe e você me abraçava e me beijava. E logo depois saíamos para namorar, as vezes na praça... outras vezes em nosso cantinho secreto que uma pessoa nos arrumou... rsrsrrs... uma porta complicada... rsrrssr... dava o maior trabalho ara abrir, sem contar que as vezes tinha gente nos olhando, mas quando entrávamos ... ahhhh... cheguei a suspirar...
 Confiava tanto em você, até que você ... covardemente deixou se levar pelo vício da maldita bebida e estragou tudo.
 Quero que saiba essa carta não é a primeira que escrevo e certamente não será a última, cada vez que alguma coisa fizer com que eu me lembre de você e meu coração sentir saudade ... estarei matando a saudade com meu desabafo, como estou fazendo agora.
 Sei que jamais teremos outra chance, hoje eu tenho outro e você também está com outra, mas sei também que você ainda tem em seu celular aquela foto que tiramos debaixo do limoeiro, nos beijando e...
 hoje o céu chora e eu também...

 Beijos do seu "Cabelinho de São João"

 
Professora iracemarosolem
Publicado no Recanto das Letras em 07/02/2010
Código do texto: T2074431

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Ser Poeta

Ser Poeta

Ser poeta é...
Encher de esperança os
Rostos entristecidos pelos desencantados da vida, é...

Pintar de fascínio os sonhos perdidos e
Ofuscar o brilho da tristeza quando teima
Em surgir. Ser poeta é
Trazer de volta
A paz, a serenidade à todas as pessoas que sonham ser felizes.


 
Professora iracemarosolem
Publicado no Recanto das Letras em 02/02/2010
Código do texto: T2065222

Corpos Ardentes

Corpos Ardentes

Como esquecer
O que aconteceu?
Recordação? muitas... afinal...
Passamos por momentos...
Ocasiões que nossos corações vibravam
Seduzidos pelos desejos que sentíamos

Ali, deitados sobre a
Relva... que muitas vezes
Deixamos marcas do nosso amor. Hoje ...recordo.
E daria tudo para voltar aquele tempo de amor , paixão...sei que
Nada trará de volta momentos inesquecíveis como aqueles.
Tudo agora, não passarão de lembranças dolorosas.
Eu era feliz e não
Sabia!


Professora iracemarosolem
Publicado no Recanto das Letras em 02/02/2010
Código do texto: T2065179

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Mulher não quer

Mulher não Quer

  Mulher não quer
 pedidos de perdão
 ela quer que você jamais a magoe

 Mulher não quer
 que você diga que a ame
 ela só quer sentir-se amada

 Mulher não quer
 buquê de rosas
ela quer sentir-se uma 

 Mulher não quer
 uma peça rara
 ela quer ser, a raridade

 Mulher não quer
 fazer amor em lençol de cetim
 ela só quer fazer amor com você

 Mulher não quer
 que você lembre do aniversário dela
 ela não quer que você a esqueça

 Mulher não quer
 que você a peça em casamento
 ela quer uma aliança eterna com você

 Mulher não quer
 ser só mulher
 ela quer ser sua eterna amante!
 
Professora iracemarosolem
Publicado no Recanto das Letras em 01/02/2010
Código do texto: T2063653

Você é o Amor


Bom Dia


Bom Dia


Desejos de Mulher


Desejos de Mulher

-Essa é a jabuticabeira do amor!
Ah... como esquecer essa frase? Se está bem dentro do meu coração. Embora talvez eu não tenha dado o devido valor ao nosso amor.
Era mês de julho... estava um sol amarelo e bem quente, típico sol de inverno...
Férias... resolvi que iria à casa de uma velha conhecida, chegando lá, vi você, homem de cabelos grisalhos, bigode e um par de olhos azuis que combinava com o céu naquele dia que... poderia dizer "mágico".
Você me olhava por baixo da aba do chapéu. Eu disfarsava mas... olhava também.
Sua irmã logo nos apresentou e ficamos conversando sentado nas escadas da cozinha. Era um clima gostoso de amizades, afinal conhecia sua família por muito tempo. Mas de você ...não me recordava.
O dia transcorreu normal e se findou. Fui embora mas você não saiu de meus pensamentos.
Passaram-se alguns dias voltei à casa de minha amiga e ... logo você chegou, ficamos ali conversando e logo anoiteceu. quando disse que iria embora você saiu antes de mim e ... quando saí, ao passar naquela trilha, lá estava você embaixo da jabuticabeira. Levei um susto, afinal estava escuro... mas logo percebi que era você. Perguntou-me se eu queria ser sua... amante ... esposa ou...
Você estava nervoso, não sabia se expressar e eu nervosa também não conseguia compreender nada. Nos beijamos e ... disse pra você que depois nos falaríamos melhor.
Ahhh quanta saudade daqueles momentos que passamos juntos. Dias após dias nos amávamos ali embaixo daquela jabuticabeira, sim daquela que você carinhosamente a chamava de "jabuticabeira do amor", mas o destino , se é que ele existe mesmo não quis que fôssemos eternamente um do outro. Hoje relembro com imenso desejo que o tempo voltasse para que vivêssemos aqueles momentos mágicos de amor, sedução, desejos, cumplicidade e ...
Até agora não consigo entender o porquê da separação, ao ler essa carta saiba que jamais esqueci você.


Beijos da sua eterna apaixonada.
Professora iracemarosolem
Publicado no Recanto das Letras em 01/02/2010
Código do texto: T2063509

Desejos de Mulher

(imagem particular)

Desejos de mulher

" A mulher não quer pedido de perdão do homem amado, o que ela quer é que jamais tenha motivos para perdoá-lo."




Professora iracemarosolem
Publicado no Recanto das Letras em 01/02/2010
Código do texto: T2063442