Rádio Mega Mixx:Tecno,Dance Trance,House,Drum'n Bass.,,

Total de visualizações de página

Estava a sua espera!!! Tô Feliz que veio... curta meu Blog!! Bjbjbjbj

Windows Live Messenger


Em casa!!! Bjbjbjbjbj "Você que visita meu blog e encontra suas idéias aqui publicada indevidamente, pode me contactar meu e-mail iracemarosolem@hotmail.com ... e tenha certeza ñ é de propósito! amo visitar blogs e publicar material interessante. Bjbjbjbjbj

João Rafael!!

João Rafael!!

Meus Lindos!!

Meus Lindos!!

Pedindo aplausos!!rsrsrsrsr...

Pedindo aplausos!!rsrsrsrsr...
Não é uma graça?

João Rafael

João Rafael
Tomando chimarrão 22 de junho de 2010 San Alberto - Py

Momentos

Momentos
FELIZ

Candura!

Candura!

Carinho!!

Carinho!!

Meu mais novo dos amores

Meu mais novo dos amores

Artesanatos da professora

Artesanatos da professora

Artesanatos da professora

Artesanatos da professora

"Amo ver você aqui!!!" : )

Volte quando desejar!! Ok???

Viva a vida com alegria!

"Família...Minha Paixão!!!"

Quem sou eu

Minha foto
Foz do Iguaçu, Paraná , Brazil
Sou professora aposentada, mãe de três filhos maravilhosos e vovó de um bebê lindo,amo viver...adoro ouvir músicas e sou fã nº1 de um bom regaae,adoro poesias ,internet,sou uma orkuteira de plantão ,adoro postar fotos e um monte de coisas. Bjbjbjbj

Amo sua visita... 24/09/09

free counters

Você está no...

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Previsão do Tempo




Previsão do Tempo
Meu coração amanheceu
totalmente feliz
tristeza desapareceu
é o que o tempo diz

Nuvens cobrirão o céu
Como feitas de algodão
se parecendo com um véu
adornando o amor de paixão

Ventos do sul vem dizer
frio se vá por favor
aqui há calor e prazer
com o orvalho do amor

Pode ser que ao anoitecer
haja chuva e trovoada
mas quando ele aparecer
Serei sua amante apaixonada.




Professora iracemarosolem
Publicado no Recanto das Letras em 29/01/2010
Código do texto: T2058465

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Pantanal

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

São Paulo comemora 456 anos

Parabéns São Paulo!!!
Como já descrito neste texto, a letra do hino do Estado de São Paulo surgiu em 1934 com o poeta Guilherme de Almeida, intitulado "Nossa Bandeira" ou "Hino dos Bandeirantes", tendo sido instituído pela Lei n. 337, de 10 de julho de 1974.
 
Paulista, pára um só instante
Dos teus quatro séculos ante
A tua terra sem fronteiras,
O teu São Paulo das "bandeiras"!

Deixa atrás o presente:

Olha o passado à frente!

Vem com Martim Afonso a São Vicente!

Galga a Serra do Mar! Além, lá no alto,
Bartira sonha sossegadamente
Na sua rede virgem do Planalto.
Espreita-a entre a folhagem de esmeralda;
Beija-lhe a Cruz de Estrelas da grinalda!
Agora, escuta! Aí vem, moendo o cascalho,
Botas-de-nove-léguas, João Ramalho.
Serra-acima, dos baixos da restinga,
Vem subindo a roupeta
De Nóbrega e de Anchieta.

Contempla os Campos de Piratininga!

Este é o Colégio. Adiante está o sertão.
Vai! Segue a entrada! Enfrenta!
Avança! Investe!

Norte - Sul - Este - Oeste,

Em "bandeira" ou "monção",
Doma os índios bravios.

Rompe a selva, abre minas, vara rios;

No leito da jazida
Acorda a pedraria adormecida;
Retorce os braços rijos
E tira o ouro dos seus esconderijos!

Bateia, escorre a ganga,

Lavra, planta, povoa.
Depois volta à garoa!

E adivinha através dessa cortina,

Na tardinha enfeitada de miçanga,

A sagrada Colina

Ao Grito do Ipiranga!
Entreabre agora os véus!
Do cafezal, Senhor dos Horizontes,
Verás fluir por plainos, vales, montes,
Usinas, gares, silos, cais, arranha-céus!

 
Fonte: http://www.estreladalapa7.com.br

5-


















Imagens Fonte: http://www.skyscrapercity.com

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Basquete Feminino de Ourinhos


  
  










  (imagem Ourinhos (67) e Catanduva (76) Ginásio de Esportes Monstrinhos
Ourinhos-sp)
19/01/2010 

 

Mesmo sendo derrotadas...
Parabéns meninas do Basquete de Ourinhos!!
 E avante para conquistar mais um Título!!

O Homem do Terminal Rodoviário


 

 

 

 

 

 

 

 

 

(conto)

 O Homem do Terminal Rodoviário

  Era noite...
  Naquele terminal rodoviário...
  O vento frio anunciava chuva, e em meio a tudo aquilo era inevitável sentir perfumes de todas as espécies, do mais caro até o mais barato.
  As pessoas se atropelavam para pegar lugares naquele ônibus.
  De repente apareceu aquele homem, olhar sombrio ... capa de chuva e em suas mãos uma maleta preta , (típicamente de filmes) e sentou-se ao meu lado. Meu ônibus ainda não havia chegado.
   Aquele homem misterioso me olhou ... senti aquele frio na espinha. Foi quando ele me perguntou qual seria o meu ônibus, e coincididamente tomaríamos o mesmo.
   Embarcamos e, logicamente pararíamos em pontos diferentes, mas fomos conversando sobre a cidade, foi quando ele me disse que iria ficar ali , pelo menos por enquanto.
   Desci primeiro, despedimos e...
   Em minha casa a imagem daquele homem não saía de minha mente, o perfume do terminal. Eu já não conseguia definir se o que sentia era normal. Os dias se passaram e nunca mais esqueci aquele olhar penetrante, quase mesmo enigmático. Mas dentro de mim um fio de esperança de encontrar novamente aquele homem nascia em mim todas as vezes que eu entrava naquele terminal.
   Ah como eu queria, as vezes me pegava em pensamentos absurdos. Afinal nem sabia quem era. Mas o tempo foi passando ... e...
   O dia havia amanhecido lindo, cheio de muito sol. Decidi então que faria um passeio pelo bosque da cidade. Me vesti , peguei o meu chapéu e segui.
   Em frente ao terminal. Que surpresa maravilhosa! Lá estava o homem da maleta preta. Meu coração bateu forte.
   Ele se aproximou de mim, nos cumprimentamos. E finalmente ficamos sabendo o nome de cada um.
   Decidimos passar o domingo juntos.
   Fomos ao bosque e lá nos divertimos muito. Ele me contou que estava ali pra esquecer um caso amoroso que quase lhe custou a vida.
   Contou que sua esposa o havia traído e combinado com seu amnte tirar-lhe a vida. Foi um golpe muito triste, mas já estava tratando da separação e estava quase tudo resolvido.
   O dia transcorreu normal. Final da tarde e a magia acabou. Dessa vez melhor, marcamos um novo encontro.
   Meu coração dava saltos quando me lembrava dele.
   Toda vez que entrava no terminal... lá vinha a lembrança. A verdade era unicamente uma! Estava apaixonada por ele!!
   Em um de nossos encontros ele segurou em minhas mãos e perguntou se poderíamos andar de mãos dadas. Nossa!! Foi a glória! Sabia que poderia não significar grande coisa , mas para mim... sim!
Fomos a sorveteria e resolvemos que tomaríamos aquele sorvete na pracinha da igreja. Que calor! Mas eu não sabia se o calor que sentia era do sol de verão ou se vinha mesmo do coração de uma mulher apaixonada.
   O sorvete começou a pingar. Ele em um gesto simples de um homem romântico me passou o dedo molhado de sorvete em meu nariz. Uma onda de prazer... felicidade ...invadiu meu ser. Eu era a mulher mais feliz do mundo! Como poderia aquilo me deixar assim?
   Foi quando ele encostou seu rosto no meu e me beijou. Pude sentir sua barba por fazer arranhar suavemente minha pele. Aquela sensação era muito mágica! Com sua voz máscula, mas terna! Perguntou se eu queria ser sua namorada. Era tudo o que mais queria. Aceitei.
   O tempo foi passando e nossos encontros agora eram diferentes. Mais carinho, alguns até mesmo mais ousados...
   Para completar nossa felicidade, a separação dele saiu.
   Marcamos o casamento para o mês de maio.
   Nos casamos e hoje , da nossa união temos o fruto do nosso amor , que esta com 15 anos. Um menino lindo que se parece muito com o pai. O homem do terminal rodoviário!
 
   
   
Professora iracemarosolem
Publicado no Recanto das Letras em 20/01/2010
Código do texto: T2040532

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Petras


 






Petras a cidade mais turística 
da Jordânia

Petra fica na Jordânia, um país do Médio Oriente que tem, ao norte,

a Síria, a leste, o Iraque, ao sul, a Arábia Saudita, e a oeste o golfo

de Aqaba, que faz fronteira marítima com o Egito.

Nuvens



















olho na janela
 vejo as nuvens
 brancas modelam figuras misticas
 toleram o sol
 toleram a chuva
 gotas que ao cairem no solo
 transforma a vida
 faz viver seres
 mostra o caminho das aguas
 aguas limpidas
 unidas pelo curso do rio
 estreito, largo
 curvas fechadas
 paraiso da vida
 da terra
 do planeta agua...




  Presente do amigo  Cássio

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Esperança















(imagem particular)

Esperança

"A esperança é o combustível que move o ser humano à busca de suas realizações."
 
 
Professora iracemarosolem
 
 
 
 
Publicado no Recanto das Letras em 18/01/2010
Código do texto: T2036392

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

TV! NAJA OU NOJO

TV !! NAJA OU NOJO

  As vezes fico imaginando o que assistir na tv.
 Percebo que  a televisão hoje não tem quase nada de especial para nos mostrar, a não ser relatos de tragédias, sabemos que elas existem sim, mas sabemos que existem coisas lindas que mereciam ser mostradas também.
  Outro absurdo são os programas de humor.
  Fazem graça onde não existe graça nenhuma.
  Caceta Planeta então... O programinha sem graça!
  Zorra Total já deu o que tinha que dar.
  Quem gosta que me perdoe. Tem gosto pra tudo.
  Afinal que seria do verde se todos gostassem do amarelo.
  Outra xatisse são os programas de culinária !!! Apresentadores?
maioria obesos.
  Nota zero como diz um comunicador da Rádio Melodia de Ourinhos- sp, que por sinal ouço eles todos os dias.

Fuiiiiiiiiii!!!

O Poder da Palavra e do Amor


O Poder da Palavra e do Amor

   No ano de 1975 em uma pequena e pacata cidade do interior do estado do paraná...
   O alto-falante da igreja soa uma melodia fúnebre para anunciar um falecimento.
    Uma garota de 17 anos e sua madrinha saem na janela para ouvir o anúncio. Foi então que o aviso notificava o falecimento de uma mulher que morreu ao dar a luz.
   A senhora disse que o homem havia ficado viúvo muito moço e tinha filhos pequenos.
   Sem muito pensar a jovem disse que o consolaria e se casava com ele. Sua madrinha riu das palavras da jovem.
   O tempo passou e um dia aquela jovem estava em seu trabalho, foi quando chegou aquele senhor de estatura média, cabelos grisalhos, olhos azuis. Muito gentil... começaram a conversar e ele contou que era viúvo há pouco tempo. Com muito respeito por ele ser mais velho o chamava de senhor. Com muito jeito ele pediu que o chamasse por você.  As vezes dizia você outra vez  senhor e assim foi acontecendo a amizade entre eles.
   Em um domingo de muito sol...
   A garota , seu irmão e uma amiga foram à um campo de futebol em um bairro da cidade, era um campo de várzea desses bem afastado da cidade. Chegando lá eis que o encontra e ele imediatamente foi conversar com ela e ofereceu para levá-los de volta, e ela aceitou.
   Não demorou muito para que a chamasse para irem embora.
   Eles foram e quando chegou na cidade ele deixou o irmão e a amiga e a levou para a casa dela, no trajeto de sua casa perguntou a idade dela. E quando ela respondeu 17! Quase morreu de susto, ele tinha 45 anos e  disse que era muito velho para ela ... mas ela jovem estava deslumbrada com aquele homem magnífico ...  respondeu para ele que para amar não tinha idade.
   Chegando na casa da garota eles desceram. Ela entrou correndo porta adentro e disse para sua mãe correr e ver quem estava lá na sala. Sua mãe sem entender direito o que estava acontecendo... foi ver.
   A senhora muito educada recebeu aquele senhor cordialmente. sem muito perca de tempo foi logo dizendo que queria namorar com jovem. Sua mãe mulher direita e vivida procurou saber bem quem era ele e logo foi dizendo que dependeria de sua filha.
  A jovem foi chamada e questionada sobre o que pensava. Ela disse que queria e... começou o namoro. Sua mãe deixou bem claro que os dois não sairiam sozinhos de carro e se resolvessem sair teriam que levar sempre alguém com eles. Ele concordou, disse que entendia perfeitamente a preocupação dela como mãe. Afinal ela era apenas uma menina.
  Não passou muito tempo e no ano seguinte  casaram-se precisamente em 22 de julho de 1976.
  Aquele homem tinha 10 filhos. Ela foi para o sítio morar com ele e sua família.
  Dizer que sua vida foi fácil! Ah ... seria uma irônica mentira.Agora com 18 anos. Na realidade dificilmente enteados aceitam madrastas ou padrastos. Mas fazer o quê? Ela casou e como costumava ouvir dizer "coma pau ou pedra é juntos!"...
  Sua vida não foi fácil! Ela tinha enteados mais velhos e da mesma idade que ela. Mas ela era feliz com aquele homem que a tratava como uma relíquia.
  Com o passar do tempo ela se engravidou e aos 20 anos foi mãe. foram morar em uma outra propriedade dele, assim a vida dela ficou um pouco mais fácil. No bairro onde ela morava não existia professora então ela foi convidada a dar aulas ali. Foi seu primeiro e único trabalho "professora" além de mãe e esposa! Era muito querida por todos os alunos e pais.
  Ela teve mais dois filhos, todos os três  alfabetizados por ela. Agora eles já estavam em idade de frequentar outras escolas e seu esposo resolveu que iriam para cidade. Ela foi transferida para a cidade e sua vida transcorria normalmente. Sua vida era muito boa! Filhos obedientes, não davam trabalhos à eles, só alegrias.
  Mas com o passar dos anos, a idade chegando mais para ele que para ela...
  Ele com 70 anos descobriu que tinha a doença de chagas. Foi se definhando pois a doença o impedia de ter uma alimentação normal. Ela havia se instalada no canal do esôfago e o tornou estreito  dificultando a passagem dos alimentos.
  Foram várias internações mas sem bons resultados. E no dia 31 de dezembro de 2002 ele veio a falecer.
  Aqueles fogos, o povo comemorando a chegada do novo ano... mas ali na casa da professora era muita tristeza e choro.
  Aquele era o homem que a jovem disse que iria se casar com ele e o confortaria. Foram 26 anos de amor, lutas e vitórias que só foram separados por Aquele que um dia os uniu... Deus!
  Hoje ela relembra saudosa daquele tempo que só vive nas lembranças.
  Aquela garota... hoje é mãe de três filhos maravilhosos que teve com ele, e vovó de um garoto que infelizmente não teve a oportunidade de conhecer o alegre e honesto vovô.
  Para homenageá-lo , o neto de 1 aninho tem seu nome.
  Por isso temos que pronunciar palavras que venham a edificar nossas vidas, palavras ditas com sabedoria, Porque as palavras têm poder.
 
Professora iracemarosolem
Publicado no Recanto das Letras em 12/01/2010
Código do texto: T2024921

sábado, 9 de janeiro de 2010


Eu sou

 Eu sou o ar da montanha
 girando em rodopio
 que o seu cabelo assanha
 e te causa arrepio.

 Eu sou do abandonado jardim
 das flores a mais singela
 pensou em um branco jasmim?
 não!eu sou a rosa amarela.

 Eu sou o choro da criança
 que perdeu o seu brinquedo
 e sem nenhuma esperança
 fica encolhida de medo.

 Eu sou o fogo da paixão
 que queima e faz doer
 tolo e pobre coração
 que se deixa envolver.

 Eu sou o sol escaldante
 que brilha no céu cor-de-rosa
 e toda mulher elegante
 com ele fica vaidosa.

 Eu sou aquela cigana
 cheia de amor pra dar
 meu coração não  engana
 pois nasceu pra te amar.
 
Professora iracemarosolem
Publicado no Recanto das Letras em 09/01/2010
Código do texto: T2020346

Receita de Felicidade

 Hoje quero te ensinar
 uma receita bem facinha
 os ingredientes?
 onde encontrar?
 espera tenha calminha.

 Sabe aquele jeans rasgado?
 vista e saia bem faceira
 tem vergonha?
 estilo despojado?
 essa onda é bem maneira.

 Não esqueça o sorriso
 pinte a boca de vermelho
 não quer?
 forte! é isso?
 que nada! se olha no espelho.

 Os cabelos...que aflição!
 no pescoço um cordonê
 que fazer?
 tá sem imaginação?
 ah! saia pra um rolê.

 Pra ser feliz na verdade
 não se pode ter temor
 quer tentar?
 sem falsidade?
 deixe apenas transbordar
 seu coração de amor.

Professora iracemarosolem
Publicado no Recanto das Letras em 09/01/2010
Código do texto: T2020299

sábado, 2 de janeiro de 2010

Onde estarão


Onde estarão


Onde estarão

Meu vestido de bolinhas?

Meus sapatos de florzinhas?

Será que eles sumiram?

Preciso acreditar que não.



Onde estarão

Meus amigos de infância?

Toda a minha exuberância?

Será que foram embora?

Prefiro acreditar que não.



Onde estarão

Os materiais de escola?

Até o meu vidro de cola?

Será que não existem mais?

Prefiro acreditar que não.



Onde estarão

O cheiro da borracha nova?

Minha poesia em trova?

Será que não existem mais?

Prefiro acreditar que não.



Onde estarão

Meus professores de infância?

Toda a minha tolerância?

Será que não existem mais?

Prefiro acreditar que não.



Onde estarão

A felicidade ?

O amor fraterno?

A sinceridade?

Encontrei!

Dentro de meu coração.









Professora iracemarosolem

Publicado no Recanto das Letras em 02/01/2010

Código do texto: T2007140