Rádio Mega Mixx:Tecno,Dance Trance,House,Drum'n Bass.,,

Total de visualizações de página

Estava a sua espera!!! Tô Feliz que veio... curta meu Blog!! Bjbjbjbj

Windows Live Messenger


Em casa!!! Bjbjbjbjbj "Você que visita meu blog e encontra suas idéias aqui publicada indevidamente, pode me contactar meu e-mail iracemarosolem@hotmail.com ... e tenha certeza ñ é de propósito! amo visitar blogs e publicar material interessante. Bjbjbjbjbj

João Rafael!!

João Rafael!!

Meus Lindos!!

Meus Lindos!!

Pedindo aplausos!!rsrsrsrsr...

Pedindo aplausos!!rsrsrsrsr...
Não é uma graça?

João Rafael

João Rafael
Tomando chimarrão 22 de junho de 2010 San Alberto - Py

Momentos

Momentos
FELIZ

Candura!

Candura!

Carinho!!

Carinho!!

Meu mais novo dos amores

Meu mais novo dos amores

Artesanatos da professora

Artesanatos da professora

Artesanatos da professora

Artesanatos da professora

"Amo ver você aqui!!!" : )

Volte quando desejar!! Ok???

Viva a vida com alegria!

"Família...Minha Paixão!!!"

Quem sou eu

Minha foto
Foz do Iguaçu, Paraná , Brazil
Sou professora aposentada, mãe de três filhos maravilhosos e vovó de um bebê lindo,amo viver...adoro ouvir músicas e sou fã nº1 de um bom regaae,adoro poesias ,internet,sou uma orkuteira de plantão ,adoro postar fotos e um monte de coisas. Bjbjbjbj

Amo sua visita... 24/09/09

free counters

Você está no...

sexta-feira, 24 de julho de 2009

O Sol que cura e o Sol que mata!!!

todos os artigos desta seção.

sol.jpgNossos ancestrais conheciam a importância do Sol. Não só conheciam, como reverenciavam o Astro-Rei! Por exemplo, todas as civilizações comemoravam o solstício de verão (o dia mais comprido do ano) como uma data especial e feliz. William Shakespeare (1564-1616) inspirou seu Sonho de uma Noite de Verão na magia desse momento. Já a data do Natal cai, simbolicamente, no solstício de inverno (noite mais longa do ano) dia 25 de dezembro, quando o Sol começa a “renascer”, ou seja, voltar a brilhar por mais tempo no Hemisfério Norte. Esse mesmo retorno do Sol coincide com a milenar comemoração do Chanuca pelos judeus, do festival Yalda pelos iranianos (Yalda deriva do significado de nascimento, e é comemorado desde os tempos da Caldéia e Babilônia), do festival romano da Saturnália, do Kračún dos antigos eslavos, e o Yule dos povos escandinavos e germânicos.

Além dos solstícios, comemoravam-se os equinócios de inverno e verão (dias em que a duração do dia é igual à da noite). O Ano Novo Persa é comemorado no Equinócio de Primavera. No Antigo Egito, o feriado de Sham el-Nessim era comemorado no Equinócio de Primavera. Na astrologia, o Equinócio de Primavera do Hemisfério Norte (data a partir da qual o dia passa a ser mais longo que a noite) coincide com o começo do Ano Astrológico na data de 21 de março (Áries). No calendário cristão, a Páscoa só pode começar depois do Equinócio de Primavera do Hemisfério Norte (21 de março) – portanto, ela nunca poderá cair antes do dia 22 de março. Enfim, todas as civilizações antigas comemoram a passagem do Sol com grandes festas e feriados.

Já para a nossa civilização contemporânea, pouco importa a passagem do Sol. As estações do ano passam despercebidas, umas atrás das outras. Os dias não são nem mais longos, nem mais curtos durante o ano, pois nós acendemos a luz. Quando está frio, liga-se o aquecedor; e quando está quente, liga-se o ar condicionado. Ao contrário dos povos antigos, que durante o dia ficavam expostos ao sol e ao ar livre, nós vivemos isolados do Sol, entre quatro paredes – em casa, no trabalho, nos automóveis, ônibus, metrôs e trens.

Até a época de nossos bisavós – época em que não existiam antibióticos, transfusões de sangue e cirurgias – as propriedades curativas e preventivas do Sol eram reconhecidas por todos. Nos hospitais, os pacientes eram obrigados a tomar “banho de Sol” diariamente. Aqueles que não podiam andar, eram levados em cadeiras. E aqueles que não podiam sentar, eram levados com cama e tudo!

Da minha infância em São Paulo, guardo a lembrança da importância dada pelos adultos a expor suas crianças ao Sol e ao ar livre. Hoje, vejo por todo lado carrinhos de bebê tapados com mantas. As crianças – pálidas! – deixaram de passar o dia nas praças e parques, para passá-los dentro de creches e escolas desde a mais tenra idade. “Brincadeiras ao ar livre? O que é isso??”

Escola, lições de casa, aulas fora da escola, cursinho, vestibular, faculdade, estágios, trabalhos, pós-graduação… nossa vida passa em confinamento. Sem Sol.

Nas últimas décadas, os médicos, a mídia e as instituições mais importantes da área de saúde têm advertido a população para se esconder do Sol. “O Sol envelhece”. “O Sol queima”. “O Sol dá câncer!”. Interessante observar que a incidência de melanoma, um câncer maligno de pele, vem aumentando continuamente, apesar da exposição cada vez menor ao Sol e uso cada vez maior de protetores solares pela população.

Um dos maiores protetores celulares, da pele e de todo o organismo, contra o câncer, é a vitamina D. E a vitamina D é fabricada na nossa pele a partir dos raios ultravioleta B do Sol!

O Sol é a nossa principal fonte de vitamina D.

Os raios ultravioleta B – único comprimento de onda capaz de se transformar em Vitamina D – é bloqueado pelos protetores e bloqueadores solares. Nós estamos vivendo, mundialmente, um período trágico na saúde da população devido à má compreensão da natureza e da necessidade dos raios ultravioleta B e da Vitamina D.

A Vitamina D possui papel importante na prevenção de uma série de doenças, como por exemplo:

  • Enxaqueca
  • Insuficiência da glândula adrenal
  • Mal de Alzheimer
  • Alergias
  • Doenças autoimunes, como esclerose múltipla e artrite reumatóide
  • Câncer de intestino grosso, mama, pele e próstata
  • Depressão
  • Diabetes
  • Intolerâncias alimentares
  • Hipertensão arterial e doenças cardiovasculares
  • Infertilidade
  • Distúrbios de aprendizado e distúrbios do comportamento
  • Cáries dentárias, dentes “encavalados”
  • Miopia
  • Obesidade
  • Osteopenia, osteoporose
  • Mal de Parkinson
  • TPM
  • Psorías

Nenhum comentário:

Postar um comentário