Rádio Mega Mixx:Tecno,Dance Trance,House,Drum'n Bass.,,

Total de visualizações de página

Estava a sua espera!!! Tô Feliz que veio... curta meu Blog!! Bjbjbjbj

Windows Live Messenger


Em casa!!! Bjbjbjbjbj "Você que visita meu blog e encontra suas idéias aqui publicada indevidamente, pode me contactar meu e-mail iracemarosolem@hotmail.com ... e tenha certeza ñ é de propósito! amo visitar blogs e publicar material interessante. Bjbjbjbjbj

João Rafael!!

João Rafael!!

Meus Lindos!!

Meus Lindos!!

Pedindo aplausos!!rsrsrsrsr...

Pedindo aplausos!!rsrsrsrsr...
Não é uma graça?

João Rafael

João Rafael
Tomando chimarrão 22 de junho de 2010 San Alberto - Py

Momentos

Momentos
FELIZ

Candura!

Candura!

Carinho!!

Carinho!!

Meu mais novo dos amores

Meu mais novo dos amores

Artesanatos da professora

Artesanatos da professora

Artesanatos da professora

Artesanatos da professora

"Amo ver você aqui!!!" : )

Volte quando desejar!! Ok???

Viva a vida com alegria!

"Família...Minha Paixão!!!"

Quem sou eu

Minha foto
Foz do Iguaçu, Paraná , Brazil
Sou professora aposentada, mãe de três filhos maravilhosos e vovó de um bebê lindo,amo viver...adoro ouvir músicas e sou fã nº1 de um bom regaae,adoro poesias ,internet,sou uma orkuteira de plantão ,adoro postar fotos e um monte de coisas. Bjbjbjbj

Amo sua visita... 24/09/09

free counters

Você está no...

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Poesia de Assis Coimbra


(Imagem particular)

FACETAS DO SERTÃO. Poema matuto de Assis Coimbra

A vida do sertanejo
Ocê pode não sabê,
Meu amigo, não é face
Faiz a gente enternecê
É triste inté de falá
Mais eu vou lhe preguntá,
SERÁ QUE O CORRUPTO VÊ?

Eu já morei no sertão
Caro leitô, pode crê,
Lá vi muita criancinha
Morrê antes de nascê,
Ôtos morrerão dispois,
Por fartá pão e arroz,
SERÁ QUE O CORRUPTO VÊ?

Enquanto a cigarra canta
Num sol quente de frevê,
O trabaidô na roça
Fica esperano chover,
Se chove ele pranta e come,
Senão ele passa fome,
SERÁ QUE O CORRUPTO VÊ?

Quem mora lá no sertão
E luita mode vivê,
Mata preá, passarin
E assa mode cumê,
Óia o que a fome faz
Martrata a gente demais
SERÁ QUE O CORRUPTO VÊ?

Cedo eles vão para a roça
Percurar o que fazer
Prantam uns pezim de mio
E tumém de muçambê,
Para curar dô de dente
Coloca um azeite quente,
SERÁ QUE O CORRUPTO VÊ?

Uma criancinha chora
Pois lhe farta o que comer
Sua mãe está buchuda
Ôto logo vai nascê.
O seu pai fica num canto
Ali derrama o seu pranto
SERÁ QUE O CORRUPTO VÊ?


 Autor: Assis Coimbra

 Fonte: Grupo Narradores de Cordel

Nenhum comentário:

Postar um comentário