Rádio Mega Mixx:Tecno,Dance Trance,House,Drum'n Bass.,,

Total de visualizações de página

Estava a sua espera!!! Tô Feliz que veio... curta meu Blog!! Bjbjbjbj

Windows Live Messenger


Em casa!!! Bjbjbjbjbj "Você que visita meu blog e encontra suas idéias aqui publicada indevidamente, pode me contactar meu e-mail iracemarosolem@hotmail.com ... e tenha certeza ñ é de propósito! amo visitar blogs e publicar material interessante. Bjbjbjbjbj

João Rafael!!

João Rafael!!

Meus Lindos!!

Meus Lindos!!

Pedindo aplausos!!rsrsrsrsr...

Pedindo aplausos!!rsrsrsrsr...
Não é uma graça?

João Rafael

João Rafael
Tomando chimarrão 22 de junho de 2010 San Alberto - Py

Momentos

Momentos
FELIZ

Candura!

Candura!

Carinho!!

Carinho!!

Meu mais novo dos amores

Meu mais novo dos amores

Artesanatos da professora

Artesanatos da professora

Artesanatos da professora

Artesanatos da professora

"Amo ver você aqui!!!" : )

Volte quando desejar!! Ok???

Viva a vida com alegria!

"Família...Minha Paixão!!!"

Quem sou eu

Minha foto
Foz do Iguaçu, Paraná , Brazil
Sou professora aposentada, mãe de três filhos maravilhosos e vovó de um bebê lindo,amo viver...adoro ouvir músicas e sou fã nº1 de um bom regaae,adoro poesias ,internet,sou uma orkuteira de plantão ,adoro postar fotos e um monte de coisas. Bjbjbjbj

Amo sua visita... 24/09/09

free counters

Você está no...

Arquivo do blog

sábado, 4 de abril de 2009

Pratos Diferentes Caviar,Alcachofra e outros

>> Pratos Diferentes



Caviar
O Caviar são as ovas do esturjão, um peixe encontrado na região dos mares da Europa Oriental. Apesar de ser peixe de água salgada, ele desova nos rios que desaguam no mar. E chega desovar cerca de 3 a 5 milhões de ovos, ou o que chamamos de Caviar. Há também caviar de outras espécies de peixes marinho, como o de Salmão, o que chamamos de caviar rosa, e do esturjão é conhecido como caviar preto.
A maneira mais comum de servir o caviar é com torradas, ou au blinis (tipo de uma panqueca), sempre como aperitivo ou entrada e jamais como um jantar. Uma boa dica é servir com torradas coberta com manteiga e com limão cortadas bem finas para não prejudicar o sabor do Caviar, afinal de contas, você está servindo caviar e não limão.
Você só encontra caviar importado, em potes e para manter bem conservado coloque na geladeira com a tampa bem vedada para que não perca o gosto ou pegue o gosto de outros alimentos contidos na geladeira.

Alcachofra
A alcachofra é uma flor, mas é comida enquanto botão. Tem folhas entre o verde e o lilás, muito ricas em vitaminas C, usadas também na preparação de remédios. A colheita começa quando acaba o frio e pode ser encontrada, nessa época, em qualquer feira livre.
A parte comestível é a base da folha que se gruda ao pé, onde há um espécie de "carninha" macia e muito saborosa. Mas a parte nobre é o fundo da alcachofra, de sabor mais requintado. Serve-se cozida, como entrada, com um molho à base de vinagre ou de manteiga (conforme o gosto pessoal).
As folhas são retiradas com a mão, uma a uma, e a ponta macia é mergulhada no molho (que deve estar em pequenos recipientes individuais, junto ao prato) e retirada com a ponta dos dentes. Depois, a folha é colocada na beira do prato. Para chegar ao fundo da alcachofra, é necessário retirar delicadamente os pêlos amargos que o recobrem, com o garfo e faca, cuidado para que ele não se desmanche.
Regado com um pouco de molho, é uma verdadeira delícia.Como se come as folhas com a mão,a lavanda deve acompanhar. Pode-se, no entanto, preparar também só o fundo da alcachofra, cozido com vinho branco, óleo e hortelã, por exemplo, como recomenda uma antiga receita romana.

Fondue
Fondue significa Fondre que em frances é derreter, esse prato já comum no Brasil principalmente na época do inverno. Há vários tipos de fondue, e os mais comuns são, de queijo, (Tradicional suíço ), e o de carne, ( Borgonha- França).
Os elementos básicos para o preparo são simples, mas é necessário um equipamento especial: fogareiro com uma pequena panela e garfos de cabo longo com dois dentes. Este equipamento é fácil de encontrar até em supermercados. Os materiais são muitos (da ágata, aço inoxidável, cobre, à prata). O preparo do fondue de queijo, usa-se o de tipo suíço ou do tipo prato, na proporção de 200 gramas por pessoa, procure não arriscar fazer no dia em que há os amigos em casa, faça experimentos para evitar constrangimento e ter que chamar pizzas.
Corte o queijo em cubinhos e aqueça no fogão com um pouco de leite, até derreter. Acrescente vinho branco e kirsch (licor extraído de cereja). Depois, a mistura é despejada na panelinha que está na mesa sobre um fogareiro aceso, utilize alcóol para aquece-lo, jamais use outros combústivel como querosene, etc.. Cada pessoa espeta um cubinho de pão francês, ou qualquer outro tipo de pão a seu gosto, mas sempre cortado com um lado com a casca, pois só o miolo não há como o garfinho segurar por muito tempo, mergulhe no queijo antes de comer . Use com acompanhamento um bom vinho tinto.
O founde de carne, usa-se filé mignon fresco e cortado em cubos e mergulhe no óleo bem quente que está na panela. Depois de frita, a carne é passada em diversos molhos (maionese, sauce tartar, mostarda, picles, etc.), que devem estar espalhados na mesa, em pequenos potinhos. Use como um bom vinho tinto e pão branco.
Cuidados: Nunca coloque a panela sobre uma mesa na qual as pernas não estão firmadas no chão, pois não se esqueça que há óleo quente, ou queijo derretido e o álcool nessa panela. E mantenha distante de criança;
-Cuidado para não levar à boca o queijo derretido muito quente. Fique atento para que o óleo não fique quente demais e cuidado para não colocar os garfinhos molhado com água, seque bem antes de utiliza-los. Fique atento se o queijo não está queimando no fundo, caso você perceba através do cheiro, apague o fogo sem assoprar, utilize o utensílio apropriado.
É divertido comer fondue, servir para uma roda de amigos em torno de uma única panela no centro da mesa. Antigamente era considerado um utensílio sofisticado e caro, hoje em dia você poderá encontrar em qualquer lojas por um preço acessível. Normalmente vem a receita na embalagem da panela.

Ostras
É um molusco que vive no interior de uma concha acinzentada, que se fixa em rocheados da orla marítima.É considerado muito nutritivo e é afrodisíaco.
Servidas como entrada e abertas sobre gelo picado, e em pratos individuais juntamente com limão cortado em gomos. Para comer, espreme-se o limão, segura-se a concha com a mão esquerda e retira-se o molusco com um garfo específico e de três dentes, mas informalmente você poderá usar garfos comuns de sobremesa, ou então levar diretamente à boca. Neste caso, o prato vem acompanhado de lavanda que é um cumbuca de vidro ou de outro material com água morna com gotinhas de alfazema ou limão para limpar a ponta dos dedos ao término da alimentação. Que tal uma bebida? Um vinho branco gelado é uma ótima idéia.
Não é muito difícil encontrar ostras, mas procure em um peixarias de confiança, porque é importante que estejam absolutamente frescas e jamais guarde esse alimento. As conchas normalmente vêm fechadas e no preparo deverão ser abertas com a ponta da faca. O molusco que está dentro contrai quando tocado. Comer em excesso poderá ser desastroso, o mesmo para ostras não muito frescas, evite arriscar-se.

Escargot
Molusco terrestre, é encontrado nos bosques franceses, de muito valor é raramente consumido no Brasil por ser muito caro, e com certeza importados. Normalmente vem em latas que vem apenas a carne do escargot e são colocados dentro do próprio caracol para o preparo e servir. Prepare um molho à base de alho, salsa, manteiga, noz-moscada e ervas aromáticas importadas (de Provence) estragão, tomilho, segurelha e outras. Coloque um pouco de molho. Em seguida, eles serão arrumados com a boca para cima em um prato especial, antes de ir ao forno. Este prato tem pequenas cavidades próprias para acomodar o caracol, e é refratário. Se o caracol vazio não for encontrado,podem-se acomodar a carne e o molho em cogumelos grandes,com o talo cortado, virados com a parte côncava para cima. Depois de 7 minutos no forno bem quente, vai direto para a mesa, arrumando como está. Para comê-lo, há talheres especiais: uma pequena pinça na mão esquerda segura o caracol enquanto a carne é retirada com um garfo de dois dentes. A quantidade mínima por pessoa é de meia dúzia. Acompanha pão branco (a tradição francesa manda limpar o molho do prato com o pão) e o vinho tinto, mais próprio para acompanhar um molho tão ativo e aromático.
Talvez o maior problema em comer escargot esteja no equipamento especial que exige quando se quer servir dentro dos padões de etiqueta tradicionais. Um jogo de pratos e pinças custa caro e é difícil de encontrar. Mas isso não deve ser impedimento: com a imaginação e vontade de provar o escargot, esses "tropeços" técnicos podem ser driblados com o que você tem em casa.

Lagosta
Apesar de não ser um prato muito barato, em restaurantes principalmente, é um dos crustáceos mais conhecidos e apreciados no Brasil. Habitantes das costas atlânticas e mediterrâneas, ela aqui é pescada intensamente na plataforma continental de Pernambuco e Rio Grande do Norte. As lagostas atingem o tamanho máximo de 40 centímetros de comprimentos, têm cor vermelho-acastanhada, carapaça grande e espinhosa, e carne muito branca. Mas é sempre melhor optar pelas de menor tamanho, de sabor mais pronunciado, facilmente encontradas congeladas em peixarias. Sempre que possível, recomendam os conhecedores que sejam compradas vivas.
Há muitas maneiras de preparar a lagosta: uma das melhores é cozinhando em um caldo temperado com louro, limão, cebola e cenoura. Depois de pronta, tira-se a casca, corta-se a carne em rodelas e serve-se fria com maionese. Outra maneira gostosa de comer é cortada ao meio, no sentido do comprimento e assada na grelha (mas não muito:quanto mais cozinha, mais fibrosa fica). Depois, serve-se dentro da casca, regando com manteiga derretida e suco de limão. Solta-se a carne da casca com a ponta da faca, pelas bordas. Em seguida,coloca-se a faca sob a cauda para levantá-la. Na cabeça,a mesma coisa, tirando a parte verde que está grudada na carne. O talher usado é o próprio para peixes que vem no faqueiro tradicional.Acompanha vinho branco gelado ou Dry Martini com gim.

Sushi & Sashimi
Comida de origem japonesa, atualmente é comum encontrar restaurantes japoneses no Brasil e muito apreciado por causa do seu baixo teor de calorias além do seu delicioso sabor. Qual o sabor do sashimi? (Peixe cru) O sabor bem leve de peixe, talvez bem menos que peixes cozido e muito pouco enjoativo. Hoje em dia é muito comum restaurantes e rodízios de sushi, atualmente o sushi e sashimi é considerado por "ocidentais" um alimento saudável , leve e com poucas calorias.
Peixes mais utilizados para o preparo do sashimi são: Atum e o Salmão; e o mais raro e mais caro é o sashimi de baiacú, que só deverá ser preparado por especialistas com certificações, porque o baiacú possui uma glândula que deve ser removido por sushi-man's especialistas, pois o líquido contido nessa glândula , é altamente venenoso, ou melhor mortal, um descuido qualquer, uma gota seria suficiente para matar uma pessoa.

Obs:Fonte Dica de Gourmet

Nenhum comentário:

Postar um comentário